TBT

EUA 1993: DIA MUNDIAL DA JUVENTUDE COM O PAPA EM DENVER

O TBT de hoje, quinta-feira, 13 de agosto de 2020, é uma feliz lembrança da viagem que fiz acompanhando a juventude portuguesa e americana da Diocese de Oakland, Califórnia, até a cidade de Denver, no Colorado, por ocasião da VIII Jornada Mundial da Juventude, nos Estados Unidos. Eram meados de agosto de 1993. Uma viagem longa a bordo de 8 ônibus velhos, saindo da capital da Califórnia, Sacramento, atravessando os estados de Nevada, Utah, Wyoming até chegar ao Colorado. Tivemos uma belíssima parada para tomarmos banho e fazer uma refeição na cidade de Salt Lake City. Naquele tempo, todos vivíamos sob a luz irradiante de São João Paulo II que foi recebido pelo presidente Bill Clinton, com pompa e circusntância.

Na parada no estado de Utah, o grupo de jovens que nós acompanhávamos teve a oportunidade de conhecer uma espécie de “Vaticano” dos Mórmons. A maioria da população de Salt Lake City pertente àIgreja dos Santos dos últimos Dias. Em pequenos grupos fomos levados a conhecer, por fora porque não se podia entrar, o belíssimo Salt Lake Temple. Os mórmons acreditam que a verdadeira fé cristã foi restaurada por Joseph Smith Jr., através da profecia e da visitação de Deus, O Pai Celestial, e Seu Filho Jesus Cristo, no início de 1820, portanto, é uma igreja de dois séculos atrás. Todos os atendentes que nos receberam foram super cordiais e não percebi nenhuma sede de proselitismo, apesar de ter feito uma ficha e depois dois rapazes me visitaram em Roma para me apresentar a doutrina deles. Aproveitei, como consentimento deles, e fiz uma pesquisa sobre moralidade da igreja deles para ajudar num trabalho do meu Mestrado em Teologia Moral.

A jornada foi realizada de 10 a 15 de agosto de 1993. Os jovens amaram a presença do Papa. Os meninos da Califórnia eram pura emoção. Ficamos várias horas num campo aguardando a Vigília e Celebração com o Papa e ninguém reclamava de nada. João Paulo II, um ano antes, em Roma, enviou mensagem aos jovens do mundo inteiro anunciando a JMJ de Denver e dizia: “Caríssimos jovens, vós fazeis-vos intérpretes de uma pergunta, que frequentemente vos é dirigida por muitos dos vossos amigos: como e onde podemos encontrar esta vida, como e onde podemos vivê-la? A resposta podereis encontrá-la vós próprios, se procurardes permanecer fielmente no amor de Cristo (cf. Jo. 15, 9). Vós experimentareis então diretamente a verdade daquela Sua palavra: ‘Eu sou… a Vida’ (Jo. 14, 6) e podereis levar a todos este alegre anúncio de esperança. Ele constituiu-vos Seus embaixadores, primeiros evangelizadores dos vossos coetâneos“.