TBT

RAFA E EU: O TEMPO VOA

No dia do meu aniversário deste ano ano, 19.02.2021, meu afilhado Rafael Monteiro me enviou uma homenagem que me emocionou muitíssimo. Uma série de fotografias dos nossos encontros no decorrer do seu seu crescimento. Desde os tempos em que era um bebê até os dias atuais nos quais ele está casado com a Joyce e tem dois filhos lindos: O Heitor e a Maria. Eu fiquei vendo o quanto mudei nesse tempo, mas também o quanto a fúria dos 58 anos não foi capaz de retirar de mim. Mesmo vendo um rosto que envelheceu, consigo identificar uma pessoa que sonha em amar mais e mais. O amor que tenho pelo Rafael e sua família é um belo exemplo de uma busca que nunca acabou e nunca acabará.

Rafael era uma criança adorável. Tornou-se um adolescente inquieto, mesmo tímido e depois se tornou um adulto cheio de valores e de grande responsabilidade no trabalho, na família e na Igreja. E eu tive a felicidade de acompanhar o crescimento desse ser humano único, raro. Seus pais são meus grandes amigos e eu não me canso de agradecer a eles por terem me dado essa oportunidade de acompanhar tão de perto uma pessoa nascer, crescer e alcançar a maturidade familiar como um “padrinho”. Aliás, tornei-me padrindo, por extensão, do Murilo (irmão do Rafa), da Joyce e dos seus filhos. Vou amar se eles me chamarem de padrinho até o fim dos meus dias.

Na foto, estamos bem. Nossos encontros eram agradáveis. Rafael não conversava quase nada, mas eu perguntava, investigava, fazia tudo para saber como ele se sentia, como ele estava na escola e em casa. Ele não perdia a paciência comigo e respondia a tudo, com interesse real. A gente saia sozinhos para andar pela cidade. Quando ele era bebê, fizemos muitas aventuras. Obrigado, Rafa, pelo presente no dia do aniversario com as fotos. Obrigado pela sua bondade sempre presente no contato comigo. Deus o abençoe sempre.