TBT

JOSEF GRÜTER: AMIGO COM QUEM APRENDI MUITO

O TBT desta quinta, 11.02.2021, é uma doce e significativa lembrança de um amigo sacerdote que conversou comigo bastante, mesmo considerando seu temperamento reservado, e me ensinou coisas muito significativas do que significa viver: Josef Gruter. Ele é padre da diocese da Basileia, na Suíça de língua alemã. Ele me recebeu em sua casa como um irmão mais novo. A maior parte das noites que passei na sua casa na companhia da Rita, eram marcadas por uma longa conversa e um vinho de excelente qualidade que ele abria com apenas uma condição: que eu garantisse tomar a metade da garrafa. Naqueles idos anos de 1990, eu tinha fígado para aventuras desse tipo.

Sepp, como era carinhosamente chamado, falava baixo e pausado. Seu italiano era bom, mas ele achava que não e por isso, parecia fazer esforço para achar o termo certo para falar comigo. Lembro-me que, numa ocasião, ele foi até a horta que havia no fundo da casa paroquial em Thun e me perguntou se eu sabia qual era o nome em italiana de uma determinada hortaliça. Eu ri muito porque disse a ele: não sei nem em minha própria língua! Ele insistia em me apresentar aquela horta. Sobre um acidente do qual fiz parte, conto tudo num dos meus livros, “Colheita de Aspargos“, no qual falo também da enorme estima que tenho pelo meu amigo.

Nesta foto que coloco hoje ai você não vê o rosto dele, mas é um tipo simpático. Hoje, deve ter uns 80 anos. Naquele dia, estávamos caminhando para que eu subisse os Alpes na companhia dele e do Michele (filho da Rita, que tirou a foto). Quando mostrei essa fotografia aos dois, Michele, para tirar um sarro com o Sepp, disse: “Tá dificil de saber onde está você no meio de tanto animal“. Ele gostava de zombar do Sepp e o considerava como pai.