NOVIDADES

FREIRA FRANCESA VENCE A COVID 19 AOS 117 ANOS DE IDADE

Um exemplo. Ela não apenas se protegeu, mas cuidou das outras pessoas na Casa de Repouso onde vive e é cuidada por sua congregação. 

França.

Irmã André, a mulher mais velha da Europa, vence Covid aos 117 anosI
Daniele Zappalà, Paris, terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Francesa, ela contraiu o vírus em janeiro e agora se prepara para comemorar seu aniversário

Ela derrotou o vírus praticamente às vésperas de seus 117 anos, comemorados em 11 de fevereiro, e seu depoimento agora soa como uma injeção de esperança, não só para os crentes, na França que já está de luto por quase 80 mil mortes na pandemia.

A história da Irmã André, nascida Lucile Randon, ou a mulher mais velha da França e da Europa, parece incrível para muitos. Morando desde 2009 em Toulon, Provença, na casa de repouso Santa Catarina Labouré, a freira das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo contraiu o vírus no mês passado, mas agora se prepara para provar, para seu aniversário, sua sobremesa favorita, a Omelete norueguês. Acima de tudo, ela poderá compartilhar este momento de festa em videoconferência com sua família e o prefeito de Toulon também se conectará com ela, tanto a Irmã André se tornou um símbolo de força e esperança para aqueles que a conheceram, como bem como para os seus concidadãos.

Uma memória clara. O rosário de francisco

Com a Irmã André, ela também celebrará idealmente toda a sua congregação, a maior sociedade feminina da Igreja, presente em cerca de noventa países. Em termos de longevidade, a freira francesa perde apenas para uma japonesa de 118 anos, Tane Tanaka. A freira guarda uma memória clara de muitos eventos em uma vida que começou no início do século passado. Para ela, a vocação religiosa chegou aos 40 anos, depois de muitos anos como governanta de famílias famosas, como os Peugeots.

O Papa Francisco enviou a ela um rosário há alguns anos. “Minha alegria diária é que ainda posso orar”, ama repetir a freira francesa dos recordes.

Os melhores votos do diretor da OMS
Irmã André recebeu os cumprimentos do diretor regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a Europa, Hans Kluge, que lhe dedicou um “feliz aniversário”. “Há uma lição extraordinária a ser aprendida” daquela que, “durante sua doença, demonstrou abnegadamente mais preocupação com os companheiros de casa de repouso do que com sua própria vida.” A lição pode se resumir em poucas palavras, conclui Kluge, “cuidem uns dos outros“.

Texto original e foto do jornal

https://www.avvenire.it/mondo/pagine/sconfigge-il-virus-a-117-anni